spinner

Por favor aguarde

  logo
PT | UK
EEM Online
entrar
registar
icon
EEM Online
×
Utilizador Registado
banner
.
Ainda não é cliente EEM Online? Adira a esta loja virtual aberta só para si 24h por dia e comprove as suas vantagens.
print
  1. Início
  2. Anúncios e publicações
  3. Livros da especialidade
  4. O aproveitamento da água na Ilha da Madeira

O aproveitamento da água na Ilha da Madeira  

Comissão Administrativa dos Aproveitamentos Hidráulicos da Madeira

"O arranque para as grandes obras de hidráulica no Continente data dos anos de 1935 a 1937.

Em 1935, ano da lei da Reconstituição Económica, o Governo procede a uma importante remodelação da Junta Autónoma das Obras de Hidráulica Agrícola e entrega pouco depois a sua direção ao Engenheiro Trigo de Morais.

O regime jurídico da hidráulica agrícola é fixado na Lei n.º 1949, de 15 de Fevereiro de 1937, e os seus diplomas regulamentares surgem ainda nesse ano.

Os primeiros projetos são dessa época e iniciam-se então as primeiras obras. Desta forma começa a formação dos técnicos.

Encontravam-se pois, somente dados alguns passos em tal domínio, quando, em 1943, o Ministro das Obras Públicas e Comunicações Duarte Pacheco decidiu não confinar ao Continente, alargando-a até a Ilha da Madeira, a política da água, a que tanto se devotou.

Duarte Pacheco havia dito algum tempo antes que a execução de obras hidráulicas se situava na vanguarda dos prementes e instantes problemas de fomento, pois acreditava sem reservas nos resultados do fomento hidroagrícola e dos aproveitamentos hidroelétricos, acreditava igualmente o Ministro na inexcedível e entusiástica dedicação e competência dos jovens técnicos que havia trazido para o serviço das Obras Públicas.

Nesta ordem de ideias, é criada, a 21 de Outubro de 1943, a Comissão Administrativa dos Aproveitamentos Hidráulicos da Madeira, com a incumbência de promover e orientar a execução do plano geral de novos aproveitamentos hidroagrícolas e hidroelétricos e superintender na administração e direção das obras, ao mesmo tempo que outro diploma definia o regime a que ficariam sujeitos tais aproveitamentos.

Os trabalhos iniciam-se em 1944, os objetivos vão sendo metodicamente atingidos e sucessivamente ampliados, as obras de fomento hidroagrícola e os aproveitamentos hidroelétricos conjugam-se sabiamente e logo em 1953 a atividade da Comissão atinge tal nível que torna possível responsabilizá-la pelo serviço público de produção, transporte e distribuição de energia elétrica a todos os concelhos da Ilha da Madeira.

Após esses, confirmando o rigor dos estudos e a segurança das soluções, novos aproveitamentos hidroelétricos se executam, a eletrificação rural da ilha converte-se numa realidade e outras obras de fomento hidroagrícola se lançaram, tudo a confirmar a importância primordial da água, não somente como elemento necessário aos múltiplos aspetos da atividade humana, mas também como um dos fatores essenciais de todo o progresso.

Ao completarem-se os vinte e cinco anos de existência da Comissão Administrativa dos Aproveitamentos Hidráulicos da Madeira, revê-se justamente o Ministério das Obras Públicas no seu contributo de excecional relevo para o desenvolvimento da Madeira, que, sendo fruto do trabalho de muitos e excelentes colaboradores, lembra sempre o nome do pioneiro - o técnico competentíssimo e o dirigente muito ilustre que é o Engenheiro Manuel Rafael Amaro da Costa, primeiro diretor-delegado da Comissão e seu presidente durante alguns anos.

Também aos antigos presidentes, Dr. João Abel de Freitas e Engenheiro António Camacho Teixeira de Sousa, e aos atuais presidente, Coronel Fernando Homem da Costa, diretor-delegado, Engenheiro Adolfo Pinto Eliseu, e diretor administrativo, Dr. Sérgio Marques, deve o Ministro das Obras Públicas a dedicadíssima ação que permitiu escrever as páginas do elucidativo trabalho que estas singelas palavras antecedem".

Ministro das Obras Públicas

Publicado em 30/08/2017 10:11.

Conteúdo não disponível

Conteúdo não disponível em ecrãs de pequenas dimensões

 
Contactos

Serviço de Apoio ao Cliente
Linha gratuita: EEM 800 221 187
Todos os dias, das 08h00 às 00h00.
Endereço Eletrónico: clientes@eem.pt

Av. do Mar e das Comunidades Madeirenses nº 32
9064-501 Funchal Madeira
Portugal

 

Apoio Técnico na Ligação à Rede (PIT)
Linha gratuita: 800 221 187
Dias úteis, das 08h00 às 12h30 e das 13h30 às 16h30.
Endereço Eletrónico: pit_at@eem.pt

Gabinete de Proteção de Dados
Endereço eletrónico: protecaodedados@eem.pt

 
 
© Copyright 2018 - ELECTRICIDADE DA MADEIRA. Todos os direitos reservados.